quarta-feira, 8 de agosto de 2018

Fumeiro

Cá por baixo (refiro-me ao Algarve, porque o resto está tudo no sítio lol) está tudo a ser invadido pelo fumo do incêndio de Monchique. Mesmo aqui onde me encontro (Armação de Pêra), temo chegar ao fim das férias mais parecido com um pernil fumado, do que com um turista bronzeado.

Foto tirada com a porcaria do meu smartphone

segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Não sei se vou ter net que chegue...

Vou amanhã para o "Allgarve". Levo o híbrido comigo e um Hot Spot da NOS com 200 Mb de tráfego. Não sei se chega para vir aqui muitas vezes, mas algumas hei de vir.

Já que estou (quase) de abalada, sem saber quando nos voltamos a encontrar e como não tenho nada de importante para dizer, vou só mostrar-vos como a minha filha sai a mim.

No sábado, depois de comermos um quilo de leitão de Negrais e despejarmos duas garrafas de vinho frisante, a mãe ligou o telemóvel às colunas e começou a dar-nos música.
Às tantas estava a passar uma música da Amy Winehouse e a minha Maria começou a cantar naquele estilo em que saem todas as músicas quando pensamos que estamos a cantar melhor que a cantora, que é o estilo Abelha Maia. Tudo, desde o Rock ao Fado, sai "Abelha Maia", E nisto, vira-se a filha para a mãe:
Oh mãe, desculpa lá, mas bêbeda por bêbeda, prefiro a Amy Winehouse.

sexta-feira, 3 de agosto de 2018

Carta aberta às pessoas que andam pelos supermercados a cheirar a fruta

Por favor, não esfreguem essas ventas nojentas e imundas nas peras e maçãs que os outros hão de comer. Se, por defeito de fabrico, as vossas narinas só conseguem absorver os odores esfregando o nariz no objeto que pretendem "snifar", experimentem esfregá-lo na senisga daquela infeliz que esteve 5 minutos de pernas abertas e com um mostrengo de 80 quilos em cima, para vos fazer.